Como o design pode aprimorar o seu e-commerce - Web Crie - Soluções Web

Como o design pode aprimorar o seu e-commerce

Inove no e-commerce com ferramentas versáteis e lucrativas
25 de abril de 2019
Implemente as vendas no e-commerce com adoção de boas práticas
25 de abril de 2019
Mostrar tudo

Como o design pode aprimorar o seu e-commerce

Design agrega valor

A busca por serviços de e-commerce tem crescido significativamente nos últimos anos, tanto por parte dos empresários quanto dos clientes. Por não demandarem presença ou estrutura física, as lojas virtuais podem ser grandes aliadas dos pequenos empresários, que conseguem expor seus produtos ao mercado antes de fazer um grande investimento em lojas físicas, ou mesmo assumir a venda online como estratégia principal de seus empreendimentos.

O uso de determinadas ferramentas em plataformas já conhecidas como Facebook, WordPress permite começar uma loja online bastante simples e acessível a qualquer um. As vendas virtuais podem ser feitas de qualquer lugar do mundo, sem que o cliente sequer tenha contato com uma pessoa da empresa.

Além do mais, a facilidade de pagamento por meio de um sistema eletrônico que permite diversas formas de transação torna esse tipo de operação bastante vantajosa para comerciantes e consumidores.

Todas essas vantagens, no entanto, não são sinônimo de pouco esforço. Para que a frente virtual de uma empresa funcione, há muito sendo feito por trás da tela de forma que todas as ações necessárias funcionem e o cliente saia satisfeito. É aí que entra o design: um projeto cuidadoso e bem planejado é essencial para que um e-commerce funcione e traga bons resultados para a empresa.

Considerações como o funcionamento da plataforma, exibição e adequação de conteúdo, acessibilidade, boa apresentação dos produtos, entre outras, são parte do trabalho do designer, o profissional capaz de agregar valor às necessidades dos clientes e das organizações. Ele consegue fazer uso de conhecimentos técnicos junto ao entendimento dos usuários para gerar um resultado final atraente e eficiente.

Frentes de atuação

Existem seis frentes nas quais um e-commerce pode atuar com o auxílio de um designer para alcançar o sucesso: usabilidade, conteúdo, imagem, credibilidade, tempo de carregamento e mobilidade.  Confira cada uma delas:

Usabilidade

A usabilidade diz respeito à facilidade que o usuário tem de navegar pelo site e conseguir realizar as ações que deseja, sem enfrentar grandes desafios ou barreias. Ela se refere à forma como a plataforma é pensada e construída, para muito além da estética.

Dentro dessas considerações, encontram-se: utilizar um layout simples e amigável; facilitar o fluxo de compras e a navegação dentro da plataforma; oferecer os produtos de diversas maneiras e apresentar feedbacks para cada ação do cliente.

Conteúdo

Já em relação ao conteúdo, é preciso estar atento para a oferta de um material de qualidade, correspondente aos desejos do consumidor e organizado de forma a facilitar a busca. Boas práticas de design para o conteúdo envolvem evitar textos de difícil compreensão, confusos, irrelevantes ou ainda a ausência de campos de pesquisa. Criar categorias para os produtos e uma boa primeira página podem fazer toda a diferença.

Imagens

O entendimento mais difundido de design, associado à estética e à imagem, também tem papel importante no desenvolvimento de interfaces. Imagens que valorizam os produtos oferecidos são grandes responsáveis pela captação da atenção do cliente e vendas decorrentes disso.

Deve-se atentar para a escolha de cor, plano de fundo, modelo e ângulo das fotos, para que façam sentido com os produtos da marca. É importante também evitar distrações nas imagens e humanizar as fotos, permitindo a compreensão do real modelo e tamanho do item.

Credibilidade

A credibilidade do e-commerce é construída por meio de um bom relacionamento com a pessoa que se encontra do outro lado da tela. Ter um bom visual é o primeiro passo, mas existem outros valores a serem passados que permitem uma avaliação positiva por parte do cliente.

Ganhar a confiança dele exige boas práticas da empresa, o que pode ser comunicado pela transparência nas operações realizadas naquele meio, pela força e coerência da marca e da identidade visual como um todo, pelo uso de selos de segurança, de textos bem redigidos e pela exibição de dados da empresa.

Tempo de carregamento

O tempo de carregamento pode ser fortemente afetado por decisões tomadas durante o processo de design da interface e é capaz de determinar a finalização de uma (ou várias) compras. Um cliente não permanece muito tempo em uma plataforma que não responde com a devida rapidez.

Pode-se interferir nesse tempo com algumas medidas simples, como o uso de imagens de tamanho e formato adequados, a adoção de uma boa hospedagem, a utilização de técnicas de SEO (Search Engine Optimization) e moderação no uso de imagens, vídeos, animações e firulas.

Mobilidade

Última, mas não menos importante, a mobilidade é uma demanda crescente por parte dos usuários que querem poder acessar serviços de onde quer que estejam. Isso pode ser facilitado por um layout responsivo, em que o conteúdo do site é capaz de se adaptar a diferentes contextos (vários dispositivos) de forma a manter a qualidade da experiência oferecida.

Também é possível oferecer uma versão móvel da plataforma, que carregue mais rapidamente, com a oferta de imagens preparadas para tal e a integração com mídias sociais. É preciso estar atento, pois o excesso de responsividade e funcionalidades também pode ser prejudicial.

Thiago Machado
Thiago Machado
Formado em Bacharel Sistemas de Informação pela faculdade Doctum de Cataguases - MG. Trabalha na área de informática a mais de dez anos, como professor de cursos profissionalizantes, informática básica e avançada. Nos últimos anos tem se especializado em tecnologias para Internet, trabalhando como Web designer e Programador Web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *